No decurso do 2.º período, o projeto de Promoção e Educação para a Saúde (PES), do Agrupamento de Escolas de Ourém, continuou a desenvolver atividades inseridas nas quatro temáticas do Programa de Apoio à Promoção e Educação para a Saúde.

Assim, no âmbito da temática “Saúde mental e prevenção da violência”, promoveu-se e dinamizou-se a atividade de comemoração do “Dia Internacional da Não Violência e da Paz nas Escolas”, na semana que decorreu de 28 a 31 de janeiro de 2019. Esta atividade, com o objetivo de sensibilizar para a não violência e a paz na escola, contou com a colaboração de professores de Cidadania e de Complemento à Educação Artística (CEA) e envolveu 102 alunos do 6.º ano e 154 alunos do 8.º ano, os quais foram motivados para escrever, em pombas de papel, frases sobre o que eles próprios podem fazer pela paz e pela não violência na escola. Nas turmas do 8.º ano, foi também lido um texto e passado um vídeo sobre a mesma temática, o que serviu de base para um debate e redação de mensagens escritas, que foram colocadas numa árvore, no átrio da EBSO e da EB 2,3 da Freixianda. Os alunos revelaram dinamismo no desempenho desta atividade, demonstrando interesse pelo tema.

A abordagem da “Violência no Namoro” envolveu 157 alunos das sete turmas do 8.º ano, tendo sido debatidos os conceitos de violência, relação saudável/relação não saudável e as consequências e dinâmica da violência. Fez-se, ainda, uma sensibilização para sinalizar/ajudar amigos vítimas de violência e partilharam-se medidas de segurança.

A temática “Afetos e educação para uma sexualidade responsável” foi desenvolvida através do projeto “Mente que Sente!”, com todas as turmas do 6.º ano. Nas diversas sessões, fez-se um esclarecimento acerca das emoções/afetos e da sua importância nas relações consigo e com os outros. Também se recorreu à visualização e discussão do filme “Divertidamente” e à partilha do conceito “Ser feliz”. Com os alunos do 5.º ano, foram realizadas três sessões em cada turma, em que se abordaram as emoções e afetos na família e se apelou à necessidade de nos sentirmos bem, de sorrirmos e da importância de sermos felizes. Durante as sessões, os alunos realizaram todas as atividades propostas, mostraram interesse e estiveram sempre muito motivados.

Dada a importância do sono no contexto de uma vida saudável, foi realizado o concurso “Dormir bem, envelhecer melhor”, promovido pela Associação Portuguesa do Sono (APS), no âmbito da comemoração do Dia Mundial do Sono. Os objetivos desta iniciativa visaram dar a conhecer as condições para um bom sono, sensibilizar as crianças e os jovens para a importância e para o respeito do sono, mobilizar as escolas para ações nesta área e promover e valorizar a criatividade.

A “Alimentação Saudável” foi trabalhada com o 1.º ciclo, principalmente com os alunos do 4.º ano. A leitura da história “Uma corrida marada” foi mote para a partilha e discussão dos 10 mandamentos de uma alimentação saudável. Os alunos estiveram muito atentos à história e conseguiram relacioná-la com a temática.

A nutricionista do PES dinamizou o workshop “Alimentação Saudável” com alunos do 1.º ano das escolas EB1 do Bairro, EB1 de Boleiros, EB1 do Cercal, EB1 das Fontainhas da Serra, Centro Escolar da Gondemaria, EB1 da Moita Redonda, Centro Escolar Olival e EB1 do Pinheiro. Recorrendo a uma apresentação multimédia com diversas imagens e jogos didáticos, foram tratados os seguintes temas: segurança e higiene alimentar, representações alimentares e refeições saudáveis. Foi feita uma sensibilização para o consumo de leite, o qual é fornecido gratuitamente aos alunos do 1.º ciclo.

Sobre “Prevenção dos comportamentos aditivos e dependências”, o PES promoveu, através de um enfermeiro e de uma psicóloga do CRI do Ribatejo, a ação de esclarecimento “Dependências”, dirigida aos alunos do 11.º ano do ensino profissional. Foram abordadas temáticas relativas à diversidade de dependências e formas de as prevenir, tendo os técnicos esclarecido as dúvidas colocadas pelos alunos. Após uma apresentação das diversas dependências, o foco dado a algumas delas dependeu do interesse específico de cada grupo/turma. Os alunos foram bastante interventivos, colocaram dúvidas e expuseram situações de que tinham conhecimento ou que presenciaram.

Os 126 alunos do 12.º ano regular tiveram a oportunidade de participar na sessão de sensibilização “Viagem de Finalistas – Diversão sem Riscos”, dinamizada por elementos da Unidade de Saúde Pública do ACES Médio Tejo e pelas Forças de Segurança (PSP/GNR). Os casos relatados durante a ação, quer pela médica quer por um dos agentes de segurança, captaram bastante a atenção dos alunos. Pretendeu-se transmitir uma mensagem preventiva, visando a minimização de riscos e danos associados a alguns abusos relativamente ao consumo de álcool, tabaco e substâncias ilícitas, sendo possível a diversão sem a violação das regras e sem colocar em causa a saúde. No final da sessão, foram distribuídos panfletos com informação sobre os riscos do consumo de álcool e de outras drogas, assim como formas de prevenção de infeções sexualmente transmissíveis (IST).

Nas V Jornadas Culturais no Agrupamento de Escolas de Ourém, o PES esteve presente com uma bancada onde se encontravam folhetos informativos sobre as IST e uma caixa para colocação de questões relativas às várias temáticas comtempladas no âmbito do projeto de educação e promoção da saúde. Também dinamizou o jogo “Tiro ao Vírus”, em que os alunos atiravam setas para o centro de uma esponja representativa do vírus da imunodeficiência humana.

Na “Semana da Educação de Adultos”, entre 8 e 11 de abril, o PES colaborou com o Centro Qualifica do Agrupamento de Escolas de Ourém na dinamização dos workshopsNutrição” e “Cozinha vegetariana”, dirigidos aos adultos que se encontram a realizar processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), a formandos dos cursos de educação e formação de adultos (EFA), a jovens do concelho de Ourém e à comunidade educativa em geral.

 

No workshop sobre “Nutrição” foi feita uma abordagem sobre a importância da alimentação/nutrição na sociedade, em particular da dieta mediterrânica, seguido de um período de debate e de resposta a questões dos formandos. No final, foi ainda distribuído um folheto com a pirâmide da dieta mediterrânica e os 10 princípios a ela inerentes. Os formandos demonstraram muito interesse pela temática e preocupação com a problemática dos hábitos alimentares e sedentarismo, tendo apresentado inúmeras dúvidas que foram esclarecidas e debatidas.

O workshop “Cozinha vegetariana” teve como convidado o cozinheiro Pedro Machado, do restaurante vegetariano “Kansha”, o qual confecionou alimentos de origem vegetal e explicou, de forma bastante completa, a vantagem da utilização de cada um deles para o organismo e para o ambiente. Na parte final, foi feita a degustação dos pratos por todos os participantes. Esta ação foi muito enriquecedora, uma vez que o cozinheiro, para além da confeção de um prato e de uma sobremesa, acrescentou informação e explicações relevantes sobre este tipo de alimentação, no que diz respeito à saúde individual e à sustentabilidade do planeta. Os formandos colocaram questões e colaboram na confeção da ementa.

Todas estas atividades, promovidas pelo PES, visaram reforçar a importância da promoção de comportamentos saudáveis e prevenir fatores de risco.

Pela equipa do PES

A coordenadora Magda Santos