Uma das metas do sistema educativo é o desenvolvimento integral das crianças e dos jovens, devendo os educadores favorecer estratégias e atividades que fomentem sentimentos de solidariedade e de justiça entre os seres humanos, de forma a educar para os valores.
É imperioso impedir atitudes de racismo, discriminação, intolerância, violência e promover valores de cidadania.
O dia 31 de janeiro assinala o Dia da Educação para estimular nos alunos uma cultura de paz e anti-violências. Sabemos que esta não é uma tarefa de um dia mas de todos os dias, por isso o projeto “Promoção e Educação para a Saúde” (PES) e a BECRE (biblioteca) promoveram atividades nas diferentes escolas do nosso Agrupamento, ao longo da semana (de 25 a 29).
Os alunos dos 5.º e 6.º anos escreveram, em pombinhas brancas de papel, uma frase alusiva a gestos pela paz e a atitudes contra a violência, na escola. Posteriormente, estes alunos, com a colaboração dos seus diretores de turma, penduraram as respetivas pombas, numa árvore que se encontrava no hall da escola.
Também os alunos com necessidades educativas especiais, com a ajuda dos professores da educação especial, colaboraram nesta atividade.
As turmas dos outros ciclos e modalidades de ensino foram convidadas a escrever o mesmo tipo de mensagens, em duas grandes pombas de papel, afixadas junto ao poema “Havemos de Entender-nos”, de Esteve Alcolea, depois de uma reflexão sobre o mesmo.
Esta iniciativa contou com a colaboração da Associação de Estudantes, que criou um vídeo de promoção da atividade e sugeriu que a escola se vestisse de branco para assinalar o Dia.
Na Escola Básica de Freixianda, os alunos elaboraram um painel, no qual  deixaram mensagens alusivas ao tema. Os alunos do 2.º Ciclo decoraram uma pomba em papel e deixaram a sua mensagem de Paz no placard do átrio de entrada da escola.
Os alunos do 1.º ciclo do Centro Escolar de Freixianda, assistiram, na Biblioteca, a uma sessão no âmbito da prevenção de comportamentos violentos com a presença dos agentes da Escola Segura.
Nas BE/CRE do Agrupamento foram expostos livros alusivos ao tema.
Nos Centro Escolares do Agrupamento, os educadores dialogaram com as crianças sobre o modo de fazer a paz e evitar a violência nos espaços escolares.

 

 

Atividades